Cooperja

 


HISTÓRICO COOPERJA

 

 

A Cooperja nasceu em 30 de agosto de 1969, quando um grupo de 117 agricultores se reuniu e realizou uma Assembléia Geral, no Salão Paroquial de Jacinto Machado. O maior incentivador foi o engenheiro agrônomo Joaquim Pedro Coelho. O objetivo foi solucionar problemas de aquisição de insumos, armazenagem e comercialização da produção agrícola da região.

O armazenamento foi iniciado com 42 mil sacos de arroz e o beneficiamento aconteceu na década de 70. Os anos de 1974 e 1979 foram marcados por vendavais, que destruíram a sede da Cooperativa. A Cooperja foi reerguida e deu seu grande salto em 1983, quando lançou no mercado a marca Arroz Pinheirinho. Mais tarde o nome mudou para Arroz Caçarola. Nesta época também houve o crescimento do número de associados, que passou de 100, para mais de 200 cooperados. Isso gerou a necessidade de aumentar a capacidade de recebimento e armazenagem para 120.000 sacas de arroz/ano.

Um posto de recebimento foi instalado em Praia Grande, juntamente com uma pequena loja agropecuária. Com isso foram evitadas as longas viagens que os associados residentes naquele município tinham que fazer. Neste período deu-se início também ao beneficiamento de arroz.

Na década de 90, a Cooperja passa realmente a ter significado econômico expressivo para a região do extremo sul catarinense. Passou a fornecer semente de arroz a seus cooperados e a receber maracujá de produtores da região. Além disso, a Cooperativa expandiu sua área de atuação para o Norte do Rio Grande do Sul.

Em 1992 a Cooperja inaugura seu primeiro supermercado, em Jacinto Machado, atendendo assim ao anseio dos associados. Em 1993, para acompanhar a evolução da informática, deu-se início ao processo de informatização das rotinas administrativas, comerciais e contábeis.

Em 1994 o segundo supermercado foi inaugurado, desta vez no município de Praia Grande. Também neste ano o maracujá "in natura" surgiu no mercado agrícola, motivando a Cooperativa a colocar à disposição dos produtores, orientação técnica, insumos, recebimento, classificação e comercialização da fruta. Apesar de novas culturas serem implantadas na Cooperja, o arroz sempre liderou o mercado e em 1999, ultrapassou-se as 500 mil sacas recebidas.

Dois anos depois, em 2001, o recebimento de arroz ultrapassou um milhão de sacas. Em 2002 surge a farinha de arroz Caçarola. Neste mesmo ano a Cooperja recebe o "Prêmio Ser Social", pelas diversas ações sociais que realizou. A fundadora da Pastoral da criança, Zilda Arns foi quem entregou a honraria. Concomitantemente a isso, a Cooperativa inicia o recebimento de arroz no Rio Grande do Sul, em silos alugados. É a partir deste ano, que a Cooperja passa a liderar o recebimento de arroz entre todas as cooperativas no Estado de Santa Catarina.

A partir de 2003, o incentivo e assistência técnica aos produtores resultaram em uma área de 55 hectares cultivados com arroz sem agrotóxicos, o que gerou uma produtividade de 6.500 sacos de 50 quilos. Também em 2003 a Cooperja implantou o NAES – Núcleo Avançado de Ensino Supletivo. Cerca de 70 funcionários tiveram a chance de completar o Ensino Fundamental e Médio.

Desde 2003, a Cooperja participa do EJACC – Encontro Estadual de Jovens Agricultores Cooperativistas Catarinenses. E também do Encontro Estadual de Mulheres Cooperativistas. O evento é promovido pela Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e todos os anos acontece na capital do Estado, Florianópolis.

A partir de 2003, a Cooperja passou a ser sócia da indústria de fertilizantes da Fecoagro (Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina). O empreendimento tem como propósito importar a matéria-prima (fertilizantes), ter uma marca própria, (Fertilizantes Fecoagro) e distribuir às cooperativas filiadas, diminuindo os custos e eliminando o atravessador. A Cooperja também é sócia do espaço cooperativo Show Room, onde os produtos das cooperativas ficam permanentemente em exposição em Florianópolis.

Em 2004 a Cooperja inaugurou a loja agropecuária em Santa Rosa do Sul. Um ano depois, a Cooperativa recebeu dois milhões e quatrocentas mil sacas. Neste mesmo ano, surge o Macarrão Caçarola (parafuso e espaguete), feito com a farinha de arroz Caçarola. Também é lançada a Marca Naturizi com: arroz sem agrotóxico, arroz integral e arroz cateto embalado a vácuo. Ainda em 2005 é realizado o 1º CDC – Campo Demonstrativo Cooperja – com objetivo de apresentar aos associados, novidades na cultura do arroz e milho. E na AGO deste ano, foi decidido que seria construída uma nova indústria em Santo Antônio da Patrulha.

Em 2006 a Cooperja continua a ser a cooperativa que mais recebeu arroz em Santa Catarina. Podemos exemplificar da seguinte maneira: Mais de 10% do arroz catarinense, ou 2% do arroz consumido no Brasil sai dos seus silos. Um ano depois a Cooperja sediou o 10º EJACC – Encontro Estadual de Jovens Agricultores Cooperativistas Catarinense – e recepcionou mais de 600 jovens vindos de todo o Estado. Ainda em 2007 foi inaugurada a primeira loja agropecuária no Rio grande do Sul, em Morrinhos do Sul.

A cada dois anos, a Cooperja participa do Fecoop - Encontro do Cooperativismo Catarinense, considerado o maior encontro de confraternização esportiva, cultural e associativista do Estado de SC.

Em 2008 recebeu o prêmio TOP BGA, da Bolsa de Gêneros Alimentícios do Rio de Janeiro. Este mesmo ano foi marcado pelo recebimento recorde de cerca de 3 milhões de sacas de arroz. E pela conclusão da Unidade de Beneficiamento de Arroz de Santo Antônio da Patrulha (RS).

Em 2009 a Cooperja se manteve entre as 400 maiores empresas de agronegócios do país, melhorou sua colocação e ainda conquistou um novo destaque: está entre as 50 maiores empresas que cresceram em número de venda. A Cooperativa completa 40 anos de muito trabalho e em conseqüência disso, 40 anos de muito sucesso. Uma prova foi o recebimento Record de mais de 3,3 milhões de sacas de arroz, apenas nos 5 primeiros meses do ano e a inauguração mais um supermercado, agora no município de Santa Rosa do Sul.


2010 foi marcado pela conquista de prêmios. A Cooperja novamente foi eleita pela Revista Exame uma das 400 maiores empresas de agronegócios do país e, a 8ª Melhor empresa de grãos. A Revista Amanhã também lançou uma edição especial com o ranking das maiores empresas instaladas no Sul do Brasil. E a Cooperja figurou na lista das grandes empresas brasileiras de todas as atividades, conquistando a 273ª colocação. E entre as 100 empresas líderes do mercado catarinense, está na 57ª posição. Pela Revista Globo Rural foi eleita uma das 500 maiores empresas do agronegócio brasileiro, ocupando a 286ª colocação. Comparado este ano, ao anterior, a Cooperativa subiu 32 posições. E o Arroz Caçarola esteve no ranking das Marcas mais lembradas pelos supermercadistas do nordeste. Além disso, a Cooperja ampliou sua rede e inaugurou mais uma Loja Agropecuária, em Três Cachoeiras (RS).

Em 2011 a Cooperja inaugurou uma nova Loja Agropecuária, em Santo Antônio da Patrulha (RS). Recebeu os prêmios: Pelo 5º ano consecutivo foi eleita uma das 400 maiores empresas do agronegócio do Brasil (Anuário Maiores e Melhores – Revista Exame). E o Arroz Caçarola foi novamente, uma das marcas mais lembradas pelos supermercadistas da Região NE (Revista Supermercado Moderno). Participou de diversos Congressos, inclusive internacionais. Efetivou a participação das mulheres do dia a dia da Cooperativa, com os Núcleos Femininos. Foi premiada com o projeto Fênix – Cultivando Vida, em parceria com entidades municipais e a Empresa Iharabrás. Além disso, recebeu o Certificado de Responsabilidade Social, concedido pela ALESC.

Em 2012 a Cooperja inaugurou uma Loja Agropecuária em Quarta Linha – Criciúma e um Posto de Combustível em Jacinto Machado, e mais uma vez esteve entre as maiores empresas de agronegócio do país, segundo a Revista Exame. Implantou um novo sistema de informação, integrando todas as suas unidades.

Em 2013 a Cooperja recebeu dois prêmios: Está entre as 500 maiores do Sul, na 254ª colocação e entre as 100 maiores de Santa Catarina, está na 56ª posição, segundo a revista Amanhã, e a cooperativa mais rentável do Sul do Brasil. E está entre as Melhores e Maiores da Revista Exame - As 1.000 maiores empresas do Brasil. Esta é a 7ª vez consecutiva que a Cooperja figura na lista. De acordo com a publicação, a Cooperja está entre as 400 Maiores empresas de Agronegócio, ocupando a 286ª colocação. A Cooperativa subiu 47 posições em relação ao no anterior. E também figura entre as campeãs do setor “algodão e grãos”, sendo a única empresa catarinense nesta categoria, e ocupando a 7ª posição.

2014 surge como marco importante para a Cooperativa. No ano em que ela comemora 45 anos, seu maior evento, o CDC- Campo Demonstrativo Cooperja chega à 10ª edição. Sucesso absoluto de público, brinda positivamente as conquistas da Cooperativa. Ainda em fevereiro, a Cooperja foi a 1ª colocada no Prêmio Mérito Econômico, concedido pela Prefeitura Municipal de Jacinto Machado às empresas que mais contribuem para o retorno de ICMS. Mais uma fez figura entre as maiores e melhores da Revista Exame, na 296ª colocação. A Revista Globo Rural publicou a 10ª edição do Anuário do Agronegócio, onde a Cooperja novamente faz parte deste seleto grupo, ocupando a 247 colocação. E mais uma vez está entre as 500 maiores empresas do Sul do país no ranking organizado pela Revista Amanhã e publicado no anuário Grandes e Líderes, sobre gestão, economia e negócios. No total, a Cooperja figura na Revista três vezes. Entre as maiores do Sulo; entre as 100 maiores de Santa Catarina; e ainda aparece entre as 50 maiores empresas em receita bruta.

Em 2015 inaugurou um novo Supermercado em Praia Grande, amplo e moderno. Mais uma vez foi a 1ª colocada no Prêmio Mérito Econômico, concedido pela Prefeitura Municipal de Jacinto Machado. Lançou o Projeto Semeador Cultural, onde leva a Peça “Arroz e Feijão em: Colapso no Sistema”, gratuitamente para os municípios da Amesc e Amrec. O objetivo é mostrar a importância da alimentação saudável para as crianças destes municípios. Mais tarde, será encenada em cidades de SC e até em outros estados brasileiros.

 

Destaques:

Todos os anos a Cooperja realiza diversos cursos para seus associados em parceria com o SEBRAE. Um dos treinamentos com maior aceitação é o curso de Qualidade Total Rural, em que o casal participa aprendendo conceitos para melhorar a qualidade da propriedade rural. Neste sentido, passam da acepção de pequenos agricultores para empresários rurais. Além do QT Rural, diversos outros cursos foram realizados par os associados e colaboradores da cooperativa, sempre focando nos casais, nas mulheres e jovens.

 


 

 

 

 

Voltar voltar

 

 

Cooperja

COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL COOPERJA
Acesso Restrito - Representantes | WebMail | BI | Produtor
Todos os direitos reservados
Unidade Industrial - Jacinto Machado:
Unidade Industrial - Santo Antônio da Patrulha:
Rua Dr. Joaquim Pedro Coelho, 03 | Bairro Paraguai
Rua João Carlos Benfica - Rod. RS 474, nº 4915
Jacinto Machado | CEP 88950-000 | 48 3535.6000
Bairro Veloso | Santo Antônio da Patrulha | CEP: 95500-000
Twitter  Facebook